fbpx

Finger Food: Delícias na ponta dos dedos

Se nossos ancestrais mais antigos não conheciam os talheres, até pouco tempo atrás atípico mesmo era encontrar alguém comendo apenas com as mãos. No entanto, o modo de servir em festas e eventos foi sendo lapidado, levando a praticidade ao mais refinado patamar e tornando cada vez mais comum ouvir por aí sobre o tão falado finger food. Finger-o-quê?

Em tradução livre do inglês, o termo significa comida para comer com os dedos, mas, para entender melhor, o chef de cozinha Caio Canabrava, do Estofaria Bar, conta que a expressão vai um pouco além do que se entende ao pé da letra: “São refeições servidas em porções únicas, tanto em colheres como em pratinhos, ou até mesmo feitas para comer com as mãos”, explica.

A expressão ficou conhecida quando a atriz inglesa Joan Collins passou a exigir aperitivos pequenos para comer com a ponta dos dedos, tudo para não borrar o batom antes das gravações. De lá para cá, o finger food passou a ganhar força e a figurar os mais diversos tipos de jantares, coquetéis e festas pelo mundo.

Pratos mais comuns

De acordo com Dauri Junior, sócio-proprietário da ZAF Produções, há diversas opções de pratos de sucesso facilmente transformados em miniporções. Cuscuz marroquino, damasco com queijo roquefort e polenta cremosa ao ragu de vitela abrem as sugestões, de acordo com Junior. A ZAF ainda elenca o carpaccio ao dijon, o crepe de pato com confit de kikan caramelado e até mesmo camarões-rosa graúdos em porções individuais.

Onde servir

Se a porção é pequena e ideal para se comer em pé, nada melhor que uma seleção de utensílios práticos, de fácil manuseio e, claro, muito charmosos para deixar a experiência ainda mais sedutora. Os finger foods são muito bem servidos em colheres de louça ou de plástico, em palitinhos, em pequenas panelinhas de cerâmica, copos pequenos ou até mesmo xícaras. Ainda há espaço para a criatividade servindo em taças de Martini, minifrigideiras ou bowls com temática oriental.

Quanto servir

Quando o assunto é salgadinhos e docinhos de festa, parece que a regra já se espalhou e tornou-se referência na sabedoria popular. No finger food é um pouco diferente. O cálculo geralmente é de 15 porções por pessoa; num menu com diversos pratos, a dica é escolher o que seja mais gostoso e possa agradar a todos os paladares.

Finger Food com ovas de salmão

Ingredientes

300g de ovas de salmão

30 torradinhas ou massas folhadas em forma de disco

300g de chèvre (queijo de cabra fresco)

Azeite de oliva a gosto

Ciboulette a gosto

Modo de preparo

Comece amassando, cuidadosamente, o chèvre com o azeite de oliva, visando atingir uma consistência mais pastosa. Em seguida, disponha as torradinhas ou discos lado a lado. Pouco a pouco, coloque uma boa camada dessa pasta e, depois, uma quantia razoável de ovas de salmão. Por último, decore com Ciboulette.

01 de Julho de 2019
Por Milton Schubert

Posts Relacionados

We Love Camarão

Gastronomia|

Para quem gosta de falar com propriedade até na hora de escolher um prato no restaurante, é bacana saber que os camarões pertencem à ordem Decapoda, sendo parentes próximos das lagostas e dos caranguejos. Além disso, entre os próprios camarões, há diversos tipos que nem todo mundo conhece.

VIVA, MÉXICO!

Gastronomia|

Atenção, meu caro leitor: se, olhando para as fotos dessa matéria, você pensa que vai ler alguma coisa sobre simples picolés, está redondamente enganado. Você está prestes a entrar no maravilhoso mundo das paletas mexicanas!

2019-06-11T09:57:42-03:00