😩 DR não PÁRA ARMADO nem com TUDO DESLIGADO, como RESOLVER?

Post Content

Grupo VIP WhatsApp: https://engehall.com.br/semana-eletricista-profissional-11

⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional:
➽ https://engehall.com.br/aula?utm_source=ORGANICO&utm_campaign=YOUTUBE&utm_medium=CANAL_ENGEHALLELETRICA&utm_term=DESCRICAO_VIDEO&utm_content=yt1-vd932
——

✅ Gostou desse vídeo?
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes ➽ https://engehall.com.br/links
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

👉 Curso NR10 com 20% de desconto
➽ https://engehall.com.br/nr10?src=yt1-vd932
——
Sejam todos muito bem vindos à mais nova série da Engehall, chamada GUERRA AO ZÉ FAÍSCA. E sim É isso mesmo que você ouviu… o nome da série é guerra ao zé faísca!
E como iremos combater este inimigo ferrenho dos eletricistas profissionais?
Com uma série de 4 vídeo aulas onde vamos te ensinar a resolver problemas reais que acontecem em uma instalação que um zé faísca jamais vai conseguir resolver.

A ideia da série guerra ao zé faísca é mostrar situações na qual o cliente já chamou 2, 3, 4 “eletricistas” pra tentar descobrir o problema e eles não foram capazes de resolver o BO.

E para começar esta série, vamos falar sobre ele, o terror de todo zé faísca… O dedo duro de uma instalação elétrica mal feita…. o famoso IDR, ou simplesmente DR o dispositivo diferencial residual. O grande protetor das instalações elétricas contra a fuga de corrente.

Você sabe o que fazer quando o DR não fica armado, nem quando desligamos toda a instalação pelo disjuntor geral?

Isso é uma situação comum que dá um nó na cabeça do eletricista. Cara, mas tá tudo desligado, porque esse danado não para ligado?

E ó recado importante, após a série Guerra ao Zé Faísca aqui da Engehall vai rolar a segunda edição da semana eletricista profissional, um evento fechado aqui no canal, que só consegue participar ao vivo comigo quem estiver dentro do nosso grupo de whatsapp, então terminando a aula eu falo onde tá o link pra você entrar no grupo VIP da Engehall. Boraaa…

Recado importante, se você não tá inscrito no canal da Engehall, inscreva-se e ative o sininho das notificações para não perder nenhum vídeo dessa série, tá bem?

Bom, antes de tudo, devemos lembrar que o DR é um dispositivo que desarma em caso de uma fuga de corrente, ou seja, fazendo uma analogia, é como se a corrente elétrica fosse uma água passando em uma tubulação e existisse um furo neste cano. Sendo assim, parte desta água não vai para onde deveria, você acaba perdendo água certo?
Já o DR seria um registro, ele percebe este vazamento e fecha de forma automática.

Do mesmo jeito que vaza água, pode vazar também energia, é o que chamamos de fuga de energia, e isso é muito perigoso.
A fuga pode acontecer por vários motivos. Os mais comuns são problemas de isolamento dos cabos elétricos ou problemas nas emendas, principalmente em instalações elétricas mais antigas.

Bom, então partindo do princípio que tem uma fuga na instalação que tenha um DR geral, ele não vai parar armado. Você é chamado pra ver a instalação e chegando lá acontece algo que você não está prevendo. Você desliga todos os circuitos, inclusive o disjuntor geral, e na hora que você vai re-armar o DR, ele desarma novamente, isso com tudo desligado. E ai meu querido, o que você faz nesta hora? Vai sentar e chorar? Vai trocar o DR achando que ele está estragado? Ou vai fazer igual ao Zé Faísca, falar que não precisa ter o DR porque ele cai toda hora e vai tirar o DR da instalação?

Fique tranquilo meu querido, vamos realizar o procedimento que chamo de ATR – Analisar, Testar e Resolver, mas lembre-se, para fazer qualquer teste desconecte todos equipamentos das tomadas, deixe apenas a iluminação conectada, depois disso é só seguir esse passo a passo:

PASSO 1: Você vai ao quadro de distribuição e desliga todos os disjuntores, inclusive o DR, só que ainda deixa o disjuntor geral ligado.
PASSO 2: Você religa apenas o DR e vai perceber que ele não se mantém ligado, aí sim você desliga o disjuntor geral e tenta religar o DR novamente, só que ele continua não armando!

Observação: Se o DR ficar ligado, aí o próximo passo é ligar o disjuntor geral e consequentemente os disjuntores dos circuitos em busca de qual circuito está com a fuga de corrente. Ou seja, a fuga provavelmente está no cabo de fase de algum circuito. Mas na nossa simulação o DR não para ligado nem com tudo desligado, aí vamos para o…

PASSO 3: Mantendo tudo desligado logicamente, vamos desconectar do barramento de neutro apenas o cabo neutro que vem do DR e tentar re-ligá-lo e olha só, o DR armou. Agora sabemos que existe uma fuga no neutro da instalação.

“Fuga no neutro André? Como assim?” Calma meu querido, vamos continuar com a nossa investigação para podermos achar onde está o problema.

Engehall Elétrica

Vídeo original no link a seguir: Read More

Comments are closed.